Recentes

Versace diz não

Desfiles / Destaques / 19 Janeiro, 2017

versace2versace3A Versace não vai desfilar na noite de abertura da semana de alta-costura primavera-verão 2017 em Paris, no próximo domingo, optando por organizar diferentes eventos durante o ano em cidades como Hong Kong e Nova Iorque, de acordo com o presidente-executivo da marca, Jonathan Akeroyd.

Depois dos desfiles das coleções de homem em Milão esta semana, tanto para a linha principal da Versace como para a Versus Versace, e de adornar celebridades como Blake Lively e Naomi Campbell na cerimónia dos Globos de Ouro, e ao mesmo tempo que se prepara para novas passadeiras vermelhas e antecipa o desfile de pronto-a-vestir feminino em fevereiro, a casa de moda italiana disse “não” ao calendário da alta-costura.

«Atualmente, fazemos seis desfiles por ano e o meu sentimento é: são demasiados», afirma Akeroyd em declarações ao The New York Times. «São oito, se contarmos com a alta-costura, o que parece excessivo. E todos nós sabemos que o modelo está a mudar bastante, então porque não aproveitar a oportunidade para tentar algo novo?», questiona.

A mudança é a primeira grande jogada de Akeroyd desde que se juntou à Versace na primavera passada, depois de mais de uma década na Alexander McQueen.

versace4versace5Ainda que o cancelamento possa ter sido interpretado como uma estratégia de redução de custos, especialmente numa altura em que a empresa, segundo os rumores, poderá estar a preparar uma oferta pública inicial, Akeroyd já garantiu que o orçamento não é um problema. «É o tempo necessário para produzir um desfile. O investimento não mudou, o atelier tem o mesmo tamanho», esclarece.

O presidente-executivo da Versace sublinha ainda quão eficaz a passadeira vermelha tem sido, uma vez que este tipo de cerimónias funciona efetivamente como uma montra para a alta-costura da casa, com cada um dos vestidos embainhados pelas damas do pequeno e grande ecrã feito por encomenda.

Não obstante, esta é a segunda vez que a Versace abandona o calendário oficial da alta-costura. Em 2004, a casa suspendeu os desfiles, regressando em 2012.

Desta vez, no entanto, a marca tomou a decisão numa altura em que cada vez mais designers e marcas estão a questionar a relevância do calendário de moda tradicional.



Etiquetas: , ,




Notícia Anterior

O domínio da K-Beauty

Próxima Notícia

Susana Bettencourt conquista mediterrâneo




Sugestões

O domínio da K-Beauty

Se a estética da K-Pop – música popular sul-coreana disseminada por artistas como Psy – tem estado na origem de algumas...

19 Janeiro, 2017   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.