Recentes

Um país chamado Japão

Destaques / Tendências / 30 Outubro, 2015

dior_aw15_tokyo_0400 versace-rf15-4046 a2x0017A contribuição nipónica para a indústria da moda tem vindo a expandir-se com firmeza e graciosidade, financeira e culturalmente. O crescimento vê-se na força do rosa, cor que se revela verdadeira obsessão no Japão, espelhada pela paixão sentida pela “Hello, Kitty”. A par dela, têm proliferado também o néon, as tiaras, a maquilhagem evidenciada no olhar e o denim com patchwork. Os cosplays “manga” são um verdadeiro mundo à parte.

Pensar na moda que vem do País do Sol Nascente evoca duas ideias, que se afastam mas acabam por se complementar, daquilo que é o contributo do Japão na moda: as extravagâncias do street style – destacadas na recente Semana de Moda de Tóquio (ver A memória de Tóquio) e onde se inclui a verdadeira expressão do cosplay nas ruas de Harajuku – e o contributo de marcas como a Comme des Garçons de Rei Kawakubo, Yohji Yamamoto, Junya Watanabe, Kenzo, Issey Miyake e, mais recentemente, Sacai para a internacionalização da criatividade do país.

Para este outono-inverno, a inspiração nipónica surgiu nos locais mais inusitados. Esqueçam-se os quimonos. O diálogo com o Japão teve ramificações bem mais criativas nos vestidos bordados de Donatella Versace, em reminiscências claras às heroínas manga, e no desfile carregado de referências e de meninas-mulheres de Ryan Lo, em Londres.

A adoração ao Japão atual pôde ainda ser contemplada nos desfiles de moda masculina de julho (coleção verão 2016), nos casacos de basebol bordados da Louis Vuitton – estima-se que 50% da população japonesa tenha em sua casa um produto da marca – ou no patchwork inspirado no Monte Fuji dos fatos da Thom Browne, que de resto dedicou toda a coleção aos têxteis e geishas do país.

Já há pouco mais de três semanas, Nicolas Ghesquière abriu o seu desfile para a primavera 2016 da Louis Vuitton com a modelo Fernanda Ly, no seu impactante cabelo rosa algodão doce e casaco de igual tom. O desfile foi uma ode aos jogos de computador, numa espécie de “cosplay couture”.

À inspiração juntam-se ainda ligações diretas para edições limitadas e colaborações, como são exemplo as alianças da Louis Vuitton com os artistas Takashi Murakami e Yayoi Kusama.

«O mercado japonês é historicamente importante para o luxo», afirmou o CEO da Christian Dior, Sidney Toledano, no início deste ano. «Não podemos esquecer que foram os clientes japoneses que lançaram a tendência dos acessórios nos anos 1970 e 1980 ao comprarem bolsas nas suas viagens à Europa», apontou.

As declarações de Toledano não poderiam estar mais atuais, uma vez que a Dior continua a investir fortemente no mercado nipónico. Aliás, a casa de moda francesa tem uma relação fértil com o Japão, muito para lá das bolsas, somando 22 lojas e cinco flagships no país.

A Dior estreou a sua coleção pré-outono 2015 em Tóquio, com uma passerelle que não poupou nos gastos numa homenagem à estética nipónica, entre o passado e o presente.

O próprio fundador da casa de moda recorria às fábricas têxteis de Quioto nos anos 1950 e concebeu peças de alta-costura para o casamento da princesa Michiko. Acresce ainda que, comparado com a China ou a Coreia do Sul, o Japão soma outros pontos a seu favor, que passam, sobretudo, pela estabilidade política. Já a sofisticação e a lealdade dos consumidores japoneses continuam a tranquilizar as marcas e a alimentar a sua criatividade.

 



Etiquetas: , , ,




Notícia Anterior

Troca de influências

Próxima Notícia

O top 5 das prateleiras de moda




Sugestões

Troca de influências

Os destinos da moda não são exclusivamente decididos por equipas criativas ou conselhos de administração. A par dos clientes...

30 Outubro, 2015   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.