Recentes

Lona aposta no interior

Destaques / Marcas / 28 Janeiro, 2016

exterior cadeiras-puff-almofada (2)As cadeiras de realizador, e os artigos de exterior no geral, continuam a ser o bestseller da Lona, mas a marca está a desenvolver novas linhas de produto mais vocacionadas para o interior.

A Lona está a combater a sazonalidade do seu produto com uma nova coleção de almofadas e sacos estampados. «É uma nova linha de interior, porque habitualmente estamos mais voltados para o exterior», explicou, ao Jornal Têxtil 199 (outubro 2015), Joaquim Pinto, administrador da Brandão & Sequeira, que lançou a marca Lona em 2011.

Apresentada na Maison & Objet em setembro último, a gama de artigos para o interior é mais um trunfo na conquista do mercado francês, que assume uma importância crescente para a marca. «Desde que arranjámos um representante, no final do ano passado, demos um salto no mercado. Vendíamos diretamente para lojas, mas agora conseguimos ter uma visão global. Por exemplo, tivemos de fazer a certificação de segurança das cadeiras, que é algo que só nos foi pedido em França. Também aprendemos algumas coisas que nos vão servir para outros mercados», revelou Joaquim Pinto.

A Lona está igualmente a começar a abrir portas em grandes superfícies francesas de decoração e bricolagem, direcionadas para um segmento média-alta. «O nosso representante já tem reuniões agendadas. É a primeira vez que vamos abrir alguns dos nossos produtos a esse tipo de mercado, que nos poderá catapultar a nível de vendas para o futuro», referiu o administrador da Brandão & Sequeira.

Exterior relva (2)A diferenciação dos produtos pelo design e pela utilização de várias e variadas matérias-primas, desde a lona ao couro, passando pelo grés, continua a ser um trunfo, assim como a produção em Portugal. «Toda a gente reconhece o nosso país como um bom produtor de têxteis e a nível de madeira também estamos dentro dos padrões da Europa. Lá fora, o que é asiático tende a não ser bem acolhido hoje em dia, só mesmo na gama baixa, mas essa não é a nossa luta. Na gama média e alta, estamos bem posicionados», acrescentou.

Os números confirmam esta realidade. Se no ano passado, a Lona faturou 450 mil euros, em 2015 as expectativas são de crescimento. «Este ano está a ser melhor do que 2014. Temos um volume de vendas superior em pelo menos 25% nos primeiros oito meses de 2015», afirmou Joaquim Pinto ao Jornal Têxtil.

O objetivo primordial é, por isso, a manutenção dos mercados existentes – nomeadamente a União Europeia, o Japão e, mais recentemente, a Coreia do Sul – e a travessia do Atlântico para conquistar novos clientes no próximo ano. «EUA e Canadá serão os próximos passos. Em 2016 estaremos seguramente nos EUA, onde iremos fazer a Maison & Objet Miami para encontrar alguém que nos represente lá, porque vender diretamente no mercado é complicado», reconheceu o administrador da Brandão & Sequeira.



Etiquetas: , ,




Notícia Anterior

Paris em tempo de cólera

Próxima Notícia

Caso de tribunal




Sugestões

Paris em tempo de cólera

Qual o papel interpretado pela comunidade da moda num cenário de crise política? Em Paris, durante a apresentação das propostas...

28 Janeiro, 2016   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.