Recentes

Lemaire na equipa Uniqlo

Designers / Destaques / 14 Junho, 2016

Lemaire4A mais recente contratação do mercado de primavera da moda alinha Christophe Lemaire com a Uniqlo. Lemaire será o diretor criativo do novo Uniqlo Paris R&D Centre e vai também desenhar uma nova linha para a gigante nipónica de casualwear, batizada “Uniqlo U”.

O designer francês já tem trabalhado com a marca nipónica na coleção “Uniqlo and Lemaire”, mas o novo centro de design e linha são reflexos de uma parceria muito mais profunda.

A primeira coleção Uniqlo U será revelada durante a semana de alta-costura de Paris, no início de julho. Todavia, Lemaire vai continuar a criar para a marca epónima. «Estou muito contente em receber Christophe Lemaire como membro da equipa Uniqlo. Fui uma e outra vez surpreendido com o seu talento excecional no trabalho conjunto da coleção “Uniqlo and Lemaire”. Estou ansioso para ver mais das inovações que ele inspira, e estou confiante de que a sua enorme experiência e talento vão prosperar na Uniqlo», afirmou Tadashi Yanai, presidente e CEO da Fast Retailing, empresa-mãe da Uniqlo, ao portal The Business of Fashion (BoF).

O anúncio é, de acordo com os portais da especialidade, um passo significativo para a marca e designer.

Christophe Lemaire estagiou com Lacroix, Saint Laurent e Mugler, lançando-se depois a solo numa aventura de 10 anos antes de dedicar também uma década da sua vida ao crocodilo Lacoste. De seguida, o designer ressuscitou a marca epónima enquanto sucedia a Jean Paul Gaultier como diretor criativo da Hermès. Depois de quatro anos na casa de luxo francesa, Lemaire saiu com o desejo de se concentrar nos seus negócios. Assim, quando o criador de moda assinou primeiramente com a Uniqlo, a indústria esperava pouco mais do que uma colaboração efémera o suficiente para que Lemaire não se afastasse do seu caminho a solo. Na semana passada, provou-se que se tratava de um compromisso a longo-prazo.

«Claro, estava preocupado em dividir a minha atenção, sobretudo numa altura em que a atenção se voltava para a nossa marca, mas senti o apoio de Yanai e sabia que podia confiar neles para não comprometer a qualidade», sublinha o designer, que foi rápido a salientar que a decisão não teve uma contrapartida financeira (embora ironicamente admita que há seis anos, as coisas estavam tão más que poderia ter sacrificado a marca própria).

Em vez disso, a oportunidade veio concretizar um sonho de longa data de Lemaire. «A oportunidade de desenhar boas roupas por um preço acessível foi o que me animou sobre a Lacoste no início», explica. «E quando a Uniqlo me contactou depois de eu ter saído da Hermès, foi a mesma coisa», acrescenta, destacando que o Japão tem «um incrível sentido de precisão e honestidade na qualidade. Mesmo a coisa mais simples terá a melhor qualidade, independentemente do preço».

Lemaire1Lemaire2O conceito não é inteiramente novo. Há cinco anos, Jil Sander e a Uniqlo embarcaram numa colaboração semelhante, ao abrigo do nome igualmente enigmático + J. «Tivemos isso em consideração», reconhece Lemaire. «Mas a U é um pouco mais democrática. O maior problema era desenhar coisas que fossem essenciais o suficiente para serem intemporais e compreendidas por todos. Básicos elevados, como lhes chamo. A nossa ambição é preencher a lacuna entre o que é moda e o que é “normal”. Sei que a palavra “normcore” é usada em demasia, mas há algo sobre a normalidade que considero muito interessante», revela.

Há 12 pequenos “u’s” no “U” do logotipo, representando o facto de a coleção ser produzida por uma equipa.

Na verdade, são 15 elementos no efetivo que desenvolve homem, mulher, malhas, calçado e acessórios de couro. «Demorou seis meses para recrutar as pessoas certas que entenderam que aquilo era design industrial, não é falso luxo ou moda falsa», conta Lemaire. «A ênfase tem estado na equipa, desde o primeiro esboço até à campanha publicitária. Nós somos uma espécie de unidade de comando, ou uma start-up. Quero mostrar que tentar fazer o produto perfeito envolve muito trabalho», refere, acrescentando que é o «líder neste projeto», mas que precisa «de uma troca».

O facto de o nome de Christophe Lemaire não aparecer em lugar algum na etiqueta está a levantar várias questões, mas o designer explica que foi intencional. «Isto é mais profundo do que uma colaboração», advoga.

Na sua marca epónima, o intercâmbio criativo sempre aconteceu com a codesigner Sarah-Linh Tran (companheira de vida e obra de Lemaire), que não está envolvida na Uniqlo U. Os seus designs plácidos e sensuais continuam a manter um público fiel e a marca é atualmente vendida em 170 lojas à volta do globo. É definitivamente mais artesanal, contrária ao design industrial.

A U, por sua vez, estará disponível em toda a rede global da Uniqlo – um total de 1.774 lojas – com algo entre 500.000 e 1 milhão de unidades de cada estilo. Isto levanta a questão sobre que tipo de ajustes e compromissos Lemaire teve de fazer.

«Foi completamente desconhecido, como um território virgem», admite. «A Uniqlo é uma grande marca com uma certa forma de trabalhar que realmente não entendi no início. A forma como os comerciantes concebem o design é diferente do meu background… Mas comprometer? Não havia nada que eu não estivesse disposto a fazer. Quando se começa a trabalhar num determinado conceito, o ponto de preço é, naturalmente, um problema. Então, sabemos desde o início que tem de ser mais algodão do que lãs caras. Mas, para ser honesto, fiquei muito surpreso porque não tive de fazer concessões», revela Christophe Lemaire ao BoF.



Etiquetas: , , ,




Notícia Anterior

Pontos no nome, vírgulas nas conquistas

Próxima Notícia

Design entra em campo




Sugestões

Pontos no nome, vírgulas nas conquistas

Capicua, Ana Moura, Ana Bacalhau, Tiago Novo ou Marta Ren são alguns dos seguidores do trabalho da designer Daniela Duarte...

13 Junho, 2016   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.