Recentes

Homens em flor em Milão

Desfiles / Destaques / 27 Junho, 2016

Gucci

Gucci

Terminado o segundo round das passerelles internacionais dedicadas à primavera-verão 2017 masculina, um resumo está a tomar conta dos portais da especialidade: em Itália, o homem perdeu o seu apelo de macho, elevando-se um menino do coro entre flores e tons delicados. Estampados florais, blusas de seda, calças acetinadas, animais domésticos, laços e bordados venceram nas propostas deixadas na mostra milanesa terminada a 21 de junho.

O novo homem italiano, analisa o jornal The Telegraph, perdeu a pose de macho alfa que definiu a sua identidade durante séculos e abraçou a feminilidade dos coordenados.

A guiar este novo homem está a luz de Alessandro Michele na Gucci, diretor criativo que, num período extremamente curto marcou o início de uma mudança sísmica na indústria da moda.

Ter sido a Gucci a liderar este movimento é, para os media especializados, algo verdadeiramente notável: o homem Gucci, definido por Tom Ford e, posteriormente, por Frida Giannini exalava masculinidade e sexualidade, em fatos brancos e camisas abertas para exibir o corpo e numa alfaiataria estruturada para vincar os ombros. Agora, os anos 1970 e o estilo “geek chic” tomam conta da passerelle da casa de moda italiana. E, por mais excêntricas que as propostas ricas em cores ultra-femininas, como o rosa bebé, fatos e bombers florais e blusas de gola trabalhada possam parecer, os lucros da Gucci sob o reinado de Michele subiram 4,8%.

Milão7

Dolce & Gabbana

Dolce & Gabbana

A história é semelhante na Dolce & Gabbana, uma marca que, talvez mais do que qualquer outra, tem vindo a definir um certo arquétipo siciliano de “bello uomo”, em fatos às riscas. Agora, a casa faz desfilar camisas de seda, conjuntos estilo pijama e calças, camisolas desportivas e sapatos de estampado animal entre as tradicionais propostas de alfaiataria.

 

Já na Fendi, jogos de casacos de pelo colorido e calções curtos foram interrompidos por robes e pijamas de seda – em flor.

Porém, ainda que todas estas propostas sejam um deleite visual, será algo que os homens querem vestir? As estatísticas dos últimos anos sugerem uma mudança de atitude da ala masculina em relação à moda e beleza (ver Beleza sem género), indicando que os homens estão a comprar mais roupa e produtos de beleza do que nunca e, como tal, a fazer escolhas mais ousadas. Portanto, este novo estado de espírito talvez reflita uma crescente confiança em experimentar novos estilos e a divertir-se com eles, resume o jornal.



Etiquetas: , , ,




Notícia Anterior

Coração Bobo não deixa marcas

Próxima Notícia

Balmain nas mãos do Mayhoola




Sugestões

Coração Bobo não deixa marcas

De um reencontro de amigas por terras de Vera Cruz surgiu uma ideia vencedora para a estação: um bronze sem marcas. A Coração...

23 Junho, 2016   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.