Recentes

Cherrypapaya: de mãe para pais

Destaques / Marcas / 17 Julho, 2017

Sandra Barradas foi mãe de uma menina e, uns anos depois, fez nascer uma marca de vestuário infantil. Resumindo, é esta a origem da Cherrypapaya, que acompanha, aquém e além-fronteiras, as traquinices dos mais pequenos desde os 3 meses até aos 11 anos, num diálogo de mãe para pais promovido pelo algodão orgânico.

«Tenho formação em engenharia têxtil, sempre trabalhei na área têxtil. Entretanto, e isto é uma história muito comum, fui mãe e não encontrava as peças que gostaria de vestir à minha filha, isto é, mais práticas. Em Portugal ainda era tudo muito tradicional», explica a fundadora da Cherrypapaya ao Jornal Têxtil (edição de maio 2017). «Acho que as crianças devem ter roupa divertida e comecei eu a divertir-me também», sublinha.

Com o know-how necessário para transformar motivação e diversão num negócio de sucesso, pouco tempo depois de colocar à venda a primeira coleção, logo surgiram pedidos de endereços internacionais. «Quando lancei a marca, pensava que ia fazer t-shirts para vender em Portugal e, logo com a primeira coleção, comecei a ter lojas a quererem comprar as peças, em países como Itália, Polónia, EUA», revela Sandra Barradas.

A popularidade da coleção de estreia, dedicada à primavera-verão 2014, deveu-se sobretudo a um pormenor doce, que acabaria por açucarar os verões seguintes. «Em 2014 comecei com um tema de que as pessoas gostaram muito, inspirado nos doces e nos gelados e ficou quase como a imagem da marca, todos os verões se repete a t-shirt dos gelados», conta.

Com uma produção realizada exclusivamente em território nacional e coleções pautadas pela criatividade, a Cherrypapaya ganhou como traço distintivo a qualidade do “made in Portugal” e o conforto do 100% algodão orgânico.

Com portal de comércio eletrónico de venda direta, presente em mercados urbanos e no canal multimarcas dentro e fora do país – em Portugal a Cherrypapaya está à venda em cinco lojas e, além-fronteiras, Itália, Kuwait e EUA já se renderam à marca –, a assiduidade em certames conceituados é o atual foco do negócio. «Este ano comecei a ir às feiras internacionais. Estive na Pitti Bimbo, em Itália, para integrar o espaço novo, The Nest, e fiz também a Playtime Paris, numa área com marcas que estavam pela primeira vez no salão», adianta Sandra Barradas sobre as viagens de 2017, depois de um ano de crescimento a dois dígitos.

Ressalvando que estes são apenas os «primeiros passos da internacionalização», o alvo da marca é o Velho Continente, mas o Novo Mundo convida à aventura. Os planos para o futuro passam por «piscar o olho aos EUA, que são um grande mercado onde também temos a feira Playtime, que faz Paris, EUA e Tóquio. É uma das minhas aspirações a curto/médio prazo», afirma ao Jornal Têxtil, acrescentando que outra ambição para a Cherrypapaya é a abertura de um showroom na cidade do Porto.



Etiquetas: , , ,




Notícia Anterior

Nuvem de moda paira sobre a Première Vision Paris

Próxima Notícia

Atualização ao estilo de Jobs




Sugestões

Nuvem de moda paira sobre a Première Vision Paris

Orientada pelo slogan “Cloud of Fashion”, a próxima edição da Première Vision Paris abre as portas aos visitantes...

17 Julho, 2017   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.