Recentes

Básicos mas não muito

Marcas / 26 Dezembro, 2012

Not So Basic_26dezembro2012_InteriorOs básicos de todos os dias, das calças pretas aos vestidos em malha, ganharam mais qualidade e um design exclusivo com o projeto Not So Basic.

Qualquer guarda-roupa feminino precisa de básicos para o dia a dia, mas isso não quer dizer que se deva menosprezar estas peças tão essenciais.

Foi com este pressuposto que duas amigas criaram a Not So Basic, um projeto de vários anos que viu “a luz do dia” em outubro de 2012, com o lançamento do site www.notsobasic.net.

«A notsobasic.net nasceu do nosso sonho de oferecer aquilo que todas nós precisamos no nosso guarda-roupa: básicos de qualidade com um design exclusivo a preços altamente competitivos. Desenhamos a roupa que gostávamos de ter e não encontrávamos», refere Filipa Garcia, uma das sócias-gerentes e fundadoras.

A marca foi pensada para uma mulher entre os 25 e os 55 anos, «que goste de roupa prática, para o dia a dia, confortável, intemporal, mas com um twist, fácil de cuidar e que, dependendo dos acessórios, faça a transição para algo mais formal», aponta Filipa Garcia.

Estamos convictas de que este tipo de roupa vem preencher um vazio no mercado nacional e internacional e responde a uma necessidade sentida por uma larga faixa de mulheres

A primeira coleção, composta por calças, saias, vestidos, jumpsuits e tops, está já à venda online, o canal de eleição da Not So Basic. No entanto, os mais “desconfiados” das novas tecnologias já podem encontrar os artigos da marca no El Corte Inglés, um dos impulsionadores da difusão deste novíssimo projeto.

Para além da possibilidade de fazer as compras a partir de casa, a Not So Basic tem ainda um outro trunfo. «Toda a nossa coleção é produzida em fábricas portuguesas, utilizando matérias-primas criadas e produzidas em Portugal, onde são fabricadas coleções para grandes marcas estrangeiras. Garantem-nos, por isso, a mais alta qualidade, o que pensamos ser uma mais-valia», destaca a sócia-gerente.

Com a divulgação e consolidação no mercado nacional e a chegada a novos mercados como objetivos para o futuro mais próximo, as fundadoras da Not So Basic acreditam que o projeto tem “pernas para andar”. «Estamos convictas de que este tipo de roupa vem preencher um vazio no mercado nacional e internacional e responde a uma necessidade sentida por uma larga faixa de mulheres», conclui.








Notícia Anterior

O anarquismo dos Storytailors

Próxima Notícia

Goldmud soma sucessos




Sugestões

O anarquismo dos Storytailors

Com uma coleção onde a estrela assume um papel mais forte, os Storytailors sugerem vestidos fluídos, patchwork e pinturas...

24 Dezembro, 2012   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.