Recentes

Atualização ao estilo de Jobs

Designers / Destaques / 18 Julho, 2017

Conhecido pela vontade premente de adaptar as roupas ao corpo em peças plissadas e estruturais, Issey Miyake foi o designer responsável pela agitação do status quo da moda nos anos 80 e 90 e, também, pelo estilo do cofundador da gigante Apple, Steve Jobs – a camisola preta de gola alta, entretanto, ganhou uma nova vida.

A venda do modelo foi interrompida em 2011, depois da morte de Steve Jobs mas, este mês, a Issey Miyake vai colocar no mercado uma versão semelhante à eternizada pelo empresário, batizada T. Semi-Dull.

A peça tem uma composição de 60% de poliéster e 40% de algodão, sendo comercializada a 270 dólares (aproximadamente 237 euros), segundo a Bloomberg.

A nova gola alta, desenhada pelo designer protegido de Issey Miyake, Yusuke Takahashi, com uma silhueta mais justa que inclui ombros superiores aos da peça original, não é uma reedição. Mas, ainda assim, entusiasmou os fãs do trabalho – e estilo –  do cofundador da Apple.

A origem

No início dos anos 80, Steve Jobs visitou a sede da Sony em Tóquio, empresa que à data tinha 30 mil funcionários no Japão. Todos – do cofundador Akio Morita ao trabalhador de fábrica, passando pelo representante de vendas – usavam o mesmo look: um blusão de trabalho tradicional em azul e branco.

Na biografia de Jobs, o escritor Walter Isaacson explicou que a Sony havia implementado o uniforme desde a sua fundação, em 1946.

Os trabalhadores do país humilhado na guerra estavam demasiado desanimados para escolher indumentárias pela manhã e as empresas começaram a providenciar peças para que estes parecessem profissionais e pudessem criar um vínculo com os seus pares.

Em 1981, por ocasião do aniversário da Sony, Akio Morita encomendou ao designer nascido em Hiroxima, Issey Miyake –  já uma estrela da moda depois de apresentar coleções inovadoras em Paris –, para desenvolver um blusão de trabalho para os trabalhadores da empresa. Miyake respondeu com um modelo futurista de poliamida, taupe, sem lapelas e com mangas amovíveis que permitiam convertê-lo num colete.

Jobs adorou a peça e pediu a Miyake que desenhasse algo semelhante para a Apple, mas «todos detestaram a ideia», conta Isaacson no livro, considerando o reconhecido apreço dos norte-americanos pela individualidade.

Uniforme alternativo

A tentativa falhada acabaria por motivar Jobs a desenvolver um “uniforme” alternativo, que este passaria então a vestir em todas as aparições públicas.

À data, o cofundador da Apple começou a apetrechar o seu guarda-roupa diário com Levis 501, New Balance 991 e camisolas de gola pretas – cerca de 100 no total – providenciadas por Miyake.

Apesar de Steve Jobs ter patenteado a versatilidade da camisola preta de gola alta nos coordenados masculinos, a sua utilidade na moda feminina remonta já a meados do século XX.

Audrey Hepburn usou-a no filme “Funny Face”, de 1957, num coordenado completado com calças estilo cigarette e mocassins. Na mesma altura, a peça assumiu-se também como símbolo da geração Beatnik, composta de poetas e artistas.

A verdade é que as escolhas de vestuário de trabalho de Steve Jobs acabariam por influenciar outros empresários, que se afastaram da alfaiataria convencional para explorarem os meandros de um uniforme mais “casual”.

Mark Zuckerberg, fundador da rede social Facebook, por exemplo, conheceu o sucesso vestindo casacos encapuzados e jeans. Todavia, os especialistas apresentam Jobs e Zuckerberg como exceções à regra.

Michael W. Kraus, professor assistente de comportamento organizacional na Yale School of Management, foi coautor de um estudo para o Journal of Experimental Psychology, em 2014, que revelou que o vestuário com status pode aumentar o domínio e desempenho no trabalho em tarefas competitivas e afirmou, em declarações ao The Wall Street Journal, que «pessoas assim [como Jobs e Zuckerberg] gostam de brincar com os seus símbolos de estatuto. Para a maioria, um estatuto elevado significa fato e gravata» (ver Vestidos para o sucesso).

Na moda

Em última instância, o facto de a camisola preta de gola alta ter funcionado quer para estrelas de cinema e poetas, quer para homens de negócios é prova da sua polivalência – algo que lhe garantiu um regresso às passerelles nas últimas estações. Por isso, o novo modelo desenvolvido por Yusuke Takahashi reúne os ingredientes necessários não só para agradar aos seguidores do trabalho de Jobs na Apple, como aos seguidores das tendências de moda.



Etiquetas: , ,




Notícia Anterior

Cherrypapaya: de mãe para pais

Próxima Notícia

Guarda-roupa tropical aumenta temperatura




Sugestões

Cherrypapaya: de mãe para pais

Sandra Barradas foi mãe de uma menina e, uns anos depois, fez nascer uma marca de vestuário infantil. Resumindo, é esta...

17 Julho, 2017   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.