Recentes

As definições do belo

Destaques / Tendências / 24 Agosto, 2015

1Na moda, não há passerelle mais longa do que aquela que se começou recentemente a percorrer em prol da diversidade. A recente emergência e o destaque conferidos às agências de modelos de nicho deixam perceber um grande passo dado nos castings desta indústria, que certamente se irá refletir no encurtar das distâncias.

As falhas da moda em representar as minorias estão bem documentadas. Desde a falta de modelos de cor e transgéneros nos desfiles ao escasso número de rostos que não se conformam aos padrões de beleza tradicionais, a indústria tem um longo caminho a percorrer em termos de representação da sociedade atual.

Da arte de argumentar à arte de desfilar

Chamam-lhe a proporção áurea, número divino, de ouro. O 1, 6180339887 é o ɸ (fi), número que apresenta uma relação próxima com conceitos como a beleza e a proporção e que está presente no Pártenon de Fídias e no Homem de Vitrúvio de Da Vinci, entre outros.

Mas o número de ouro estende-se também à natureza, à disposição das sementes numa flor de girassol, aos braços da Via Láctea ou às conchas de alguns moluscos.

Para Platão e Aristóteles, o belo identificava-se com a simetria e, assim, a beleza estaria relacionada com a medida, a proporção matemática e o acordo entre as partes.

Estes prossupostos parecem ter servido de base aos castings da moda, ainda que a sociedade esteja cada vez mais diversificada, devido aos constantes fluxos migratórios.

Apesar dos designers e diretores de castings já terem assumido parte da culpa, as agências de modelos são citadas como a principal raiz do problema.

Estas têm o poder de representar e defender minorias sub-representadas e muitas têm sido criticadas por não preencherem as suas fileiras com mulheres e homens que vão além do branco, cor que domina as imagens de moda.

Porém, nos últimos anos, tem vindo a desenvolver-se uma nova geração de agências, aptas para lutar contra as normas mundiais de moda: as agências voltadas para as minorias.

As agências de nicho sempre desempenharam um papel importante na compreensão da beleza na moda, desde a Supreme Models de Paul Rowland nos anos 2000, passando pela Tomorrow is Another Day de Eva Gödel, mas as mais novas levam as coisas um passo adiante, respondendo à chamada da moda para a diversidade racial e de género (ver As regras do jogo).

A liderar a matilha está a londrina Lorde Inc, representando apenas rostos diferentes além do branco, e a Apple Models de Los Angeles, que, acabada de lançar, tem no seu target modelos transgéneros.

As duas agências são novas e de tamanho pequeno, mas já começam a abanar os pilares e a mudar os ventos da indústria.

A par destas, também a canadiana Detention Agency coloca a diversidade no topo do seu manifesto. Já a Lumpen, com sede em Moscovo, pretende esbater a ideia de que a moda pertence aos ricos e bonitos.

Sobre se estas agências de nicho serão capazes de influenciar a indústria em grande escala ainda não se sabe.

Até porque a trabalhar contra elas está o poder inabalável de agências internacionais, que ainda mantêm a influência sobre passerelles e editoriais. Além de tudo isto, o facto de se separarem modelos não-brancos e transgéneros em agências próprias é, em si, discriminatório (lembre-se o debate em torno do plus-size na moda, que pede para se acabar com rótulos e promover a igualdade).

Ainda assim, e independentemente de saber se estas agências terão ou não sucesso, a sua presença, por si só, já é suscetível de influenciar as agências a alargarem os horizontes nas suas definições do que é belo.

 

 



Etiquetas: , , ,




Notícia Anterior

Voltamos já!

Próxima Notícia

A vida segundo Versace




Sugestões

Voltamos já!

Com a meteorologia a garantir um agosto quente e sem vento, estão reunidas as condições para testarmos a qualidade das toalhas...

31 Julho, 2015   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.