Recentes

Alfaiataria de ponta

Destaques / Tendências / 30 Janeiro, 2017

_guc0435_jpg_4750_north_1382x_blackHoje, nenhum guarda-roupa feminino está completo sem um fato e, dentro das sugestões para esta estação fria, não é possível encontrar um vencedor – todos rivalizam pela taça da alfaiataria, com os principais jogadores do luxo a reinterpretarem o intemporal equipamento com novas silhuetas e materiais.

Beyoncé, Victoria Beckham, Emma Watson, Georgia May Jagger, Miroslava Duma e Alexa Chung já se renderam às mais-valias da alfaiataria de ponta e o clássico do guarda-roupa masculino – emprestado com “Le Smoking”, da Saint Laurent, à ala feminina – libertou-se do escritório e tem estado em alta rotação nas ruas e saídas noturnas.

Em 1966, Yves Saint Laurent apresentou o primeiro fato feminino – já em versão calça e casaco, e não saia e casaco, como proposto por Coco Chanel nos anos 1920 – e, apesar de à data não ter sido recebido com grande entusiasmo pela crítica, o look revelar-se-ia em todo o seu esplendor mais tarde. Muitos anos passaram entretanto e o fato tem vindo a intersetar as coleções do luxo estação após estação.

Neste inverno, graças a casas como Gucci, Balenciaga e Calvin Klein, a alfaiataria volta a reclamar a atenção das amantes de moda.

_guc0131_jpg_6257_north_1382x_blackMais do que isso, as coleções outono-inverno 2016/2017 deixam claro que designers se deixaram arrebatar pelos padrões e pela cor.

A declaração mais arrojada veio, sem surpresa, da casa Gucci, com Alessandro Michele a brincar com a cor e as maxilapelas. O fato fúcsia desfilado na passerelle da marca dialogava com a década de 1960 e com a figura de Jacqueline Kennedy Onassis, mas mal podia esperar para entrar numa pista de dança… ou num escritório nada convencional.

A mostra da Balenciaga, por seu lado, optou pelos padrões clássicos e honrou a herança da alfaiataria mas, como seria de esperar, o diretor criativo Demna Gvasalia subverteu as proporções e apostou alto na combinação de peças em paletas fortes.

Já no alinhamento da Calvin Klein as peças pautaram-se pela discrição e sobriedade, sendo bastante mais usáveis no quotidiano do escritório. O clássico azul-marinho vingou dentro da oferta da marca que apostou em pormenores como pespontos sofisticados, costuras contrastantes e calças de fitting largo com bainhas desfiadas.



Etiquetas: , ,




Notícia Anterior

O arco-íris da Kahmune

Próxima Notícia

Ver agora/comprar agora na H&M




Sugestões

O arco-íris da Kahmune

Com a chegada da Primavera vem, também, a Kahmune, marca de calçado cujo objetivo é oferecer pares nude para todos os tipos...

30 Janeiro, 2017   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.