Recentes

Adeus, Simons

Designers / Destaques / 23 Outubro, 2015

Dior_RS16_5644_1_ dior-spring-2016-rtw-slide-BFYU-superJumbo dior-spring-2016-rtw-slide-LO50-superJumboO anúncio chegou envolto em surpresa e tomou conta dos portais internacionais da especialidade durante o dia de ontem. Raf Simons não vai renovar o contrato com a casa Dior. Há quem advogue que nada indicava este desfecho, outras vozes estão capazes de encontrar um encadeamento nesse sentido.

Depois de mais de três anos no leme criativo de uma das mais icónicas casas de moda francesas, Raf Simons, de 47 anos, anunciou que não vai renovar o contrato, deixando para trás uma soma de sucessos.

Simons ssumiu o cargo em 2012, depois da combustão espontânea do seu antecessor John Galliano, e a Dior apenas prosperou durante o seu reinado.

A 2 de outubro, no desfile para a apresentação da coleção primavera-verão 2016 da casa francesa, em Paris, o ponto final acontecia, ainda que quase todos estivessem incapazes de o ler.

«Depois de uma profunda reflexão, decidi terminar o meu trabalho como diretor criativo para a coleção feminina da Christian Dior», afirmou o designer belga num comunicado divulgado pela AFP. «É uma decisão fundamentada pelo meu desejo de me concentrar noutros polos de interesse da minha vida, nomeadamente a minha marca, e nas paixões que me motivam além das minhas atividades profissionais», explicou Simons, acrescentando que foi «um imenso privilégio» trabalhar para a Dior.

Ainda que não tenham circulado rumores que pudessem desvelar tudo isto, a The Cut considera que as sementes desta despedida já haviam sido lançadas durante o último desfile da casa de moda e que vários fatores se conjugaram para que esta notícia fosse anunciada.

Raf Simons não acusava sinais de pressão, mas ela era evidente. Seis desfiles por ano, sendo dois deles de alta-costura, revelavam-se um esforço próximo do sobre-humano, que se ramificava na falta de tempo para criar.

No fundo, as proporções estavam erradas: muitos desfiles, pouco tempo para criar. Mas o designer não mostrava sinais de cansaço e criou inclusivamente dois estúdios de design para combater essa desproporção, nunca deixando vazar para os media qualquer sentimento de insatisfação.

Algumas áreas, como por exemplo o design das lojas, ficavam fora do campo de ação de Simons, o que lhe poderia trazer alguma frustração, ao limitar-lhe o controlo criativo.

O que se segue, então, na carreira do criador de moda? Não há, ainda, qualquer pista do lado de Raf Simons, que neste aspeto não avançou coordenadas. Mas a sua marca de moda masculina sediada na Antuérpia poderá receber agora toda a atenção do designer, e a investida na esfera feminina também se figura possível, próxima ou distinta das abordagens que Simons emprestou à Dior ou à Jil Sander (onde trabalhou entre 2005 e 2011).

Bernard Arnault, o homem que decide os destinos do conglomerado de luxo LVMH – detentor da marca –, e Sidney Toledano, CEO da Dior, expressaram o seu respeito pela decisão do designer, dizendo, em comunicado que «agradecem vivamente pela sua excecional contribuição criativa».

Além deste aspeto, que se consubstancia num legado rico impregnado de romantismo – onde sobressaem, por exemplo, as saias e pequenos vestidos combinados com calças, os florais e uma simbiose perfeita entre o luxo e o high street – Raf Simons arrecadou uma fantástica matemática para a casa de moda francesa.

Um crescimento de 60% nas vendas desde 2011 e de 18% nas receitas da Christian Dior Couture no último ano fiscal demonstram o contributo significativo do génio criativo de Simons nos números da marca francesa.

Resta aguardar pelo próximo passo da Dior, que será a contratação de um substituto para o homem que deu origem a um documentário em torno do seu primeiro ano na casa, em “Dior and I”.



Etiquetas: , , ,




Notícia Anterior

Primado tecnológico

Próxima Notícia

Coliseu ao rubro




Sugestões

Primado tecnológico

A aliança firmada entre a moda e o digital soma consideráveis ramificações, que vão desde os tecidos técnicos e impressão...

23 Outubro, 2015   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.