Recentes

A primeira lei do anonimato

Destaques / Tendências / 31 Agosto, 2015

4 6 26As etiquetas e logotipos das marcas, que tantas vezes se confundem com o nome próprio dos seus designers, costumam assumir a função de publicidade quando exibidas pelos seus clientes. Muitos destes acabam por sucumbir à febre das assinaturas, que lhes garantem a alucinação de achar que pagam a peça quando na realidade apenas pagam a marca. A mudança destas premissas começa a acontecer, pela mão de uma nova geração de designers.

O jornal The Independent analisa uma nova vaga de designers que no anonimato encontraram a solução perfeita para os seus problemas de ego. Peças sem nome associado e etiquetas sem palavras parecem ser a nova tendência.

O desfile que mais burburinho causou na semana de moda de Paris para o outono/inverno 2015 não esteve a cargo de uma grande marca, num grande espaço, com uma grande plateia.

Foi antes encetado no club gay Le Dépot, com modelos provenientes de um casting de rua (uma soma de fascinantes, mas nem por isso belos rostos), em peças com ar descuidado.

As etiquetas dentro delas, que agora marcam presença em lojas como MatchesFashion.com, Joyce e Opening Ceremony, não apresentavam qualquer identificação do designer que as terá concebido.

Em vez de um nome, uma palavra. “Vetements”, próximo do termo francês para “roupas”.

Ao que tudo indica, esta “non-label” está aos comandos do designer Demna Gvasalia, em conjunto com outros dois nomes. Gvasalia trabalhou outrora para marcas como Louis Vuitton e Maison Margiela. Mas com a Vetements assume-se como um dos pioneiros de um novo “statement” na moda que vai contra o que tem vindo a ser tradição: o umbiguismo.

A geração anterior, enformada por nomes como Christopher Kane, Mary Katrantzou, Anthony Vacarello e Joseph Altuzarra, utilizava a etiquetagem para justificar o preço.

Porém, esta nova frente de nomes “anónimos”, como a Vetements, 1205 Off-White, Hood By Air e Blazé Milano, propõe algo diferente: o produto deve justificar-se “per se”.

 

O melhor exemplo

Pensada para o dia-a-dia de uma mulher urbana, a marca é que tem experimentado um maior e mais rápido crescimento. A primeira coleção, apresentada em 2014, foi feita a partir do quarto de Gvasalia. Este ano foi finalista do prestigiado LVMH prize.

«Parece que há um nicho de pessoas que apenas quer roupas», revelou Demna Gvasalia ao The Independent. «Nada de “statements”, apenas proporção, volume, certos tipos de peças que querem vestir», acrescentou.

Foram 27 as lojas interessadas na primeira coleção, agora são 84.

A noção de insígnias anónimas não é completamente nova. A Maison Margiela, fundada em 1989, é prova disso.

A maison carrega o nome do designer fundador, mas as suas etiquetas são ora brancas, ora numeradas. Não fosse Martin Margiela o “artista ausente” (ver a propósito O homem invisível).

Mas a Vetements vai mais longe.

Até a sua presença online é difícil de ser rasteada. Um verdadeiro pesadelo das pesquisas do Google e das entradas do Youtube.

Premeditado ou falta de atenção aos detalhes? Gvasalia remata «No final, tudo gira em torno das roupas».

E, a fim de lhe facilitar a busca, a fashionup.pt deixa-lhe o endereço da esquiva Vetements.

 



Etiquetas: , ,




Notícia Anterior

Parcerias na rede

Próxima Notícia

Em nome próprio




Sugestões

Parcerias na rede

As colaborações peso-pesado da H&M são sobejamente conhecidas. Não tão conhecidas serão as da sua marca irmã &Other...

31 Agosto, 2015   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.