Recentes

A marca de Chung

Destaques / Marcas / 15 Julho, 2016

Chung7 Chung8… chegou, finalmente. Nenhuma galeria de estilo fica completa sem o seu outfit e há marcas que lhe serão eternamente gratas. Musa, escritora, apresentadora, colaboradora – já foram muitos os papeis interpretados mas, agora, Alexa Chung decidiu assinar um guião. A marca de uma das “It girls” mais amadas à escala global chega em 2017.

Aos 32 anos, Alexa Chung decidiu abraçar um projeto em nome próprio e, em maio de 2017, retalhistas selecionados vão receber uma linha de pronto-a-vestir contemporânea e de preço acessível assinada pela “It girl”. O nome? Alexachung, sem espaço para dúvidas.

«Sinto-me preparada para o fazer agora. Se o tivesse feito antes, não teria sido responsável o suficiente», afirmou, esta semana, a fashionista ao portal The Business of Fashion.

O passo de Alexa Chung, que já contribuiu como editora na Vogue britânica durante sete anos (ver Dinastia Chung), procura seguir o caminho percorrido por nomes como Victoria Beckham ou Karlie Kloss, que têm aproveitado a sua vasta lista de seguidoras para erguer negócios próprios, em vez de estabelecerem parcerias com grandes retalhistas ou, simplesmente, promoverem produtos de outrem. «Quero a liberdade de poder mostrar o meu mundo, sem estar limitada ao guião de outra marca», declarou.

Capturando, em simultâneo, o zeitgeist das ruas e das primeiras filas, Alexa Chung dirige os gostos de muitas mulheres à escala global e, claro, a compra de produtos – sejam eles uma bolsa Mulberry ou uma saia AG Jeans. Em 2010, os lucros da Mulberry aumentaram 79% graças à bolsa “Alexa” e, seis anos mais tarde, a saia em denim que desenhou para a AG Jeans esgotou quase instantaneamente.

Já no final do ano passado, Alexa Chung foi fundamental para a popularidade de uma saia de camurça de vibração 1970 lançada pela Marks & Spencer, depois de ter sido fotografada com uma. A saia passou a ser creditada como uma das razões do primeiro aumento de lucro da M&S em quatro anos e terá motivado a coleção “Archive by Alexa”. No início deste ano, a fashionista com toque de midas foi recrutada pelos grandes armazéns britânicos para revitalizar uma coleção de 31 peças do arquivo M&S (ver Os arquivos de Alexa).

Já na Alexachung, a “it girl” vai liderar uma equipa composta por seis pessoas cujos percursos profissionais passaram pela moda, música ou arte. Alexa Chung nomeou já Edwin Bodson, até aqui responsável pelo atelier de Haider Ackermann, para diretor-executivo da marca epónima.

A nova coleção vai estar à venda em locais selecionados, como Selfridges, Galerias Lafayette, Matchesfashion.com, MyTheresa e SSENSE, assim como na plataforma da marca.

O leque de oferta da Alexachung vai abarcar propostas para o dia-a-dia –  que incluem peças em denim – e looks mais sofisticados para a noite, complementados por calçado,  acessórios e “produtos especiais”.



Etiquetas: , ,




Notícia Anterior

Nas malhas da Terra

Próxima Notícia

A seriedade das riscas




Sugestões

Nas malhas da Terra

Nos últimos anos, o tricot tem vindo a merecer a atenção do design de moda, transformando a arte das tricotadeiras em tendência....

14 Julho, 2016   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.