Recentes

A idade como número

Cultura / Destaques / 8 Fevereiro, 2017

Ainda que a indústria da moda desde sempre empreenda uma busca desenfreada pela eterna juventude, atrás das câmaras e dos holofotes, nos bastidores das passerelles, dos editoriais e das campanhas, a idade e a experiência continuam a ser valorizadas.

«Houve momentos em que ter um homem num fato a representar a empresa ajudava a quebrar o gelo e a cultivar mais rapidamente a confiança», admite à The Cut a designer Norma Kamali sobre os primeiros dias da sua marca de moda. «Mas tive de aprender a vestir um fato invisível e estou muito feliz por tê-lo feito», completa. O fato invisível de Kamali era a sua experiência, hoje somada numa carreira de quase 50 anos.

Todavia, Kamali não é caso isolado. Basta recordar o impacto indelével das grandes damas da indústria na moda americana. Anna Wintour, Grace Coddington, Linda Fargo (da Bergdorf Goodman) ou proeminentes designers como Diane von Furstenberg, Donna Karan e Vera Wang – todas com mais de 65 anos. Já nos desfiles de moda, a veterana Suzy Menkes partilha frequentemente a primeira fila com as “It girls” na casa dos 20, sendo que aquilo que Menkes escreve influencia todas elas e tantas outras jovens millennials.

A designer Maria Cornejo, que gere a marca epónima há quase 20 anos, ressalva que, com o avançar dos anos, ficou mais sintonizada com aquilo que as suas clientes realmente queriam usar – até porque, apesar das campanhas publicitárias investirem em jovens como Kendall Jenner, o público-alvo da maioria das marcas de luxo são mulheres mais velhas, com rendimento disponível (ver Consumidores grisalhos na mira). «As mulheres de vinte e um anos não fazem compras de [alta moda]», reforça Cornejo. As suas clientes tendem a ser mais velhas e a seguir a própria filosofia de moda de Cornejo, que esta resume da seguinte forma: «não quero parecer jovem, quero ter juventude». Por essa razão, a designer tem apostado em criativos de diferentes idades para cruzar as suas passerelles – muito antes de os não-modelos tomarem conta de todas as mostras de marcas emergentes.

Para Kamali, estar há algum tempo no negócio tem as suas vantagens também quando se trata de design. «Sei quando vejo algo que já foi feito antes», explica.

Alexandra Shulman, ex-editora da Vogue britânica, pensa da mesma forma. «A idade pode dar perspetiva. Quando se está prestes a tomar uma decisão, é muito fácil ser-se influenciado por um movimento popular e, às vezes, ajuda se já se esteve numa situação como aquela anteriormente», refere.

Nas páginas da revista, ao longo dos anos Shulman foi abordando as preocupações de “mulheres reais”. A revista tem inclusivamente uma secção regular intitulada “Ageless Style”. Mais do que isso, a Vogue britânica dedicou a edição de novembro ao tema, perfilando filantropas e académicas em vez das habituais modelos. A investida foi fomentada pela procura das leitoras. «Estava sempre a receber cartas a perguntar: “por que motivo não encontro roupas para mulheres da minha idade?”», recorda.

Quando questionada sobre quais os conselhos que deixaria às suas colegas mais jovens, Shulman opta pela abordagem britânica. «O envelhecimento é apenas um facto da vida. Se não envelhecemos, estamos mortas. Essa é a alternativa, por isso, não acho que se deva estar preocupado com o envelhecimento», resume.



Etiquetas: , ,




Notícia Anterior

Nova Iorque joga na antecipação

Próxima Notícia

Joias do ciberespaço




Sugestões

Nova Iorque joga na antecipação

A semana de moda da Big Apple ouve o tiro de partida a 9 de fevereiro, inaugurando simultaneamente o calendário de pronto-a-vestir...

6 Fevereiro, 2017   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.