Recentes

São riscas, senhor

Destaques / Tendências / 27 Janeiro, 2016

chloe_001_ss16-d95aea5eaebd36b88c100cb17de6f3d9 h_00193740-797x1200

Lacoste Fashion Show, Ready to Wear Collection Spring Summer 2016 in New York

Marcam, desde sempre, o clássico estilo parisiense. Pintam, também, o athleisure, tendência que mais tem inspirado o rasgo criativo de designers e marcas. Estão presentes em todos os armários: femininos, masculinos, dos petizes. As riscas nunca chegaram a sair de moda, mas em 2016 voltam em força aos coordenados, do mais clássico ao mais casual.

Num resgate ao intemporal estilo parisiense, volta a merecer o centro das atenções a camisola bretã às riscas. Presença obrigatória no guarda-roupa feminino (ver A camisola que nunca sai de moda) a peça volta a ter destaque no arranque do ano.

Mas nem só os clássicos inspiram o regresso das riscas à ribalta e a atualidade é ponto de partida para o padrão. O espírito dos Jogos Olímpicos vive nas propostas da primavera-verão 2016 (ver E que os jogos comecem) – caso da Lacoste, cujo diretor criativo é o português Felipe Oliveira Baptista, e da parisiense Chloé.

A tendência athleisure, numa convergência entre moda e desporto (ver 12 meses de athleisure), acaba por inspirar peças mais casuais e as riscas rematam, também, a descontração dos coordenados de estética desportiva.

O jornal The Telegraph selecionou quatro estilos diferentes de incluir riscas nos coordenados do quotidiano mas, também, de uma cerimónia, tão vasta é a aplicação deste padrão.

 

Desporto de luxo

Pintadas em linhas clean em t-shirts e vestidos, casacos estilo basebol e sapatilhas, as riscas em cores vivas, como o vermelho e o verde, distinguem coordenados que seguem uma tendência athleisure, ideais para os momentos pós-ginásio.

 

Jogo de padrões

Casar riscas vibrantes com outros padrões e estampados – como o animal print – confere arrojo ao coordenado. O ideal será limitar este casamento a duas peças (de vestuário, ou uma peça de vestuário e calçado) para evitar o exagero.

 

Vive la France

Originalmente usada por pescadores no norte de França antes de ser introduzida no universo da moda por Coco Chanel, a camisola bretã às riscas nunca abandonou os looks de mulheres sofisticadas e elegantes, mas este ano apresenta-se como reforço de peso. Para conseguir aquele “je ne sais quoi” deve ser combinada com calças cigarette e lenço vermelho – que completa o coordenado com a dose certa de dramatismo.

 

Pálidas, mas interessantes

As riscas subtis, que quase passam despercebidas à primeira-vista e, numa paleta pálida, conseguem coordenados ultrafemininos e românticos, ideais para usar, por exemplo, num casamento.

 



Etiquetas: , , ,




Notícia Anterior

As 100+ da sustentabilidade

Próxima Notícia

Design ganha pontos




Sugestões

As 100+ da sustentabilidade

A Adidas e a H&M estão entre as empresas mais sustentáveis do mundo, de acordo com uma lista promovida pelo Corporate...

27 Janeiro, 2016   
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.
GET THE NEWSLETTER
From runway shows to trends, designers and events, fashionup.pt takes the latest fashion news straight to your inbox.
Your information will not be shared with any third party.
CONTACT US
Please contact us with any editorial or advertising questions.
Thank You. We will contact you as soon as possible.
Contacte-nos
Para questões editoriais ou de publicidade, por favor contacte-nos.
Obrigado. Entraremos em contacto o mais breve possível.
RECEBA A NEWSLETTER
Dos desfiles às tendências, designers e eventos, a fashionup.pt leva as últimas notícias da moda diretamente à sua caixa de correio.
Os seus dados não serão partilhados com terceiros.